Capicua

iemanja

Hoje, 2 de fevereiro, não é um dia qualquer.

É dia de Iemanjá, dia de festa no mar.

Dia de devoção a São Cornélio, a Santa Catarina de Ricci, a Santa Maria Domenica Mantovani e a São Nicolau de Longobardi.

Mas hoje não é um 2 de fevereiro como os outros. É 02/02/2020.

Uma data capicua – ou seja, se você preencher o cheque com a data de trás pra frente, o banco vai aceitar do mesmo jeito, e ninguém vai notar. Mas quem é que ainda preenche cheque?

Datas capicuas não são tão raras assim. Haverá outra daqui a dois anos e pouco, em 22/02/2022, quando Luciano Huck e Regina Duarte estiverem em plena campanha eleitoral para a presidência (ele pela coligação PT/PSOL/PSDB/MDB/Aliança e ela pelo recém criado PRD).

Apesar de ser uma capicua global (ou ex-global, porque Huck e Regina já terão tido seus contratos rescindidos) não será uma capicua global de verdade (os americanos colocam o mês antes do dia, lembra?).

Capicuas globais, pra valer, são poucas. A última foi em 11/11/1111 – essa, sim, uma capicuaça, porque a anterior tinha sido no Big Bang, em 00/00/0000. Mas ainda não existiam os Estados Unidos, os numerólogos não dispunham da internet para divulgar suas baboseiras, e o calendário gregoriano nem tinha sido inventado – logo o 11/11/1111 caiu em outra data, e não conta.

Antes desse, teve o 01/01/1010, que, apesar de ser o único capicua da história que caiu no reveiôn, também não vem ao caso, e pelos mesmos motivos acima expostos.

Data capicua no planeta inteiro, a primeira é hoje. Isso se excluirmos os judeus, os árabes, os norte-coreanos, alguns cristãos ortodoxos, os etíopes e os chineses, que têm calendário diferente.

Mas, enfim, não é um detalhe irrelevante desses (uns poucos bilhões de habitantes) que vai invalidar meu texto.

Uma data como 02/02/2020 só vai ter similar em 03/03/3030, quando (espera-se) já não haja mais dúvidas quanto ao aquecimento global (a humanidade terá se mudado para Marte, onde o clima será mais ameno) e os petistas terão começado a fazer uma autocrítica e, quem sabe, iniciado o processo de assimilação da vitória do Bolsonaro.

04/04/4040 passará batido, porque os arqueólogos alienígenas que fazem escavações na Terra usarão outro calendário. Aqui, eles buscarão encontrar respostas para as enigmáticas inscrições (#elenão, #globolixo, #foigolpe) encontradas nas ruínas da extinta civilização marciana.

Mas o que eu queria mesmo é falar dessa palavrinha linda, capicua. Ela vem do catalão cap (cabeça)+ cua (isso mesmo que você está pensando). “Cap i cua” quer dizer que tanto faz ser lido começando pela cabeça ou pela cauda.

O dia de amanhã será capicua daqui a dez anos, em 2030 (03/02/2030). Gilmar Mendes e Dias Toffoli ainda estarão no STF, e julgarão mais um habeas corpus do Lula. Regina Duarte estará em campanha pelo terceiro mandato, tendo Angélica como vice. Manuela e seu companheiro de chapa, Freixo, irão à missa, depois de terem virado a noite fazendo oferendas (flores, perfumes, duas estatais e um ministério) para Iemanjá.

Nas datas capicuas, recomenda-se cautela aos portadores de simetrofobia, que é o horror à simetria. Já aos assimetrifóbicos pede-se comemorar com moderação, porque a palavra capicua, por uma dessas ironias do destino, lida de trás pra frente é aucipac.

Mas se nem a palavra “palíndromo” é um palíndromo, por que capicua seria?

5 comentários em “Capicua

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s