Criado mudo

pisando em ovos

Um dos problemas do Brasil é a piada pronta.

A gente tenta fazer graça com alguns absurdos, mas aí vem a realidade e pá! mostra que não há ironia, sarcasmo ou deboche que chegue aos seus pés.

Uma empresa vai tirar de linha o ‘criado mudo’, porque a expressão é racista.

Racista?

Os criados são uma raça? Há uma raça de mudos?

Aquele móvel onde você guarda remédios, lenços de papel, bombinha de asma, título de eleitor, cópia da chave do carro, e que serve de apoio para livros e luminária, alguma vez te lembrou um escravo calado, a noite inteira de pé ao lado da cama?

Bora rebatizar os móveis e acessórios opressores e perpetuadores de discriminação!

‘Olho mágico’ tem um quê de alucinógeno, não tem? Será preconceito contra usuários de substâncias ilícitas?

Por que essa falta de mobilidade social que prende a ‘mesinha de centro’ ao centro e a ‘mesinha de canto’ ao canto? Abaixo o comodocentrismo das mesinhas de centro! Liberdade para as mesinhas de canto assumirem o protagonismo!

Diga ‘não’ ao trabalho análogo à escravidão. Se o nome é ‘pano de prato’, ele deve receber hora extra quando for usado para enxugar talheres e panelas – e adicional de insalubridade quando, na falta de luvas, pegar caçarolas quentes no fogão. Que as lojas de artigos de cama e mesa mudem os nomes para ‘pano de garfo’, ‘pano de faca’, ‘pano de frigideira’ etc.

O mesmo vale para quem usa colher de sopa para medir açúcar, colher de chá para colocar pó de café no coador, forma de bolo para fazer pudim, tábua de carne para picar cebola…

Quer coisa mais estadocivilnormativa que ‘cama de solteiro’ e ‘cama de casal’. Não é cama que define o estado civil de ninguém. E como é que ficam os poliafetivos, os menagers, os suínguers, sendo o tempo todo lembrados que aquele móvel foi feito para um casal, não para práticas sexuais alternativas?

Também precisamos repensar o gênero quando se trata de sofá-cama. Porque ‘o’ sofá-cama, não ‘a’ sofá-cama? Sofá-cama é genderfluid – ora sofá, ora cama – portanto, nenhum gênero o/a define.

E a bicama? Por que expor assim a orientação sexual de um móvel? Se ela é bi, isso é questão de foro íntimo.

Desde quando sapato e mala são roupas? E onde é que a gente guarda? Na parte de baixo e lá na prateleira de cima do guarda-roupa. O nome ‘guarda roupa’ é discriminatório e não inclusivo. Doravante, refira-se a ele como ‘guarda lenço bolsa toalha sapato mala cinto e roupa’ (se preferir, use a sigla GLBTSMCR).

Como alguém pode, em sã consciência, almoçar na mesa de jantar?

Lavar pano (de prato, de talher, de panela, de chão) na lava-roupas?

Usar a escrivaninha para desenhar?

Meu ferro elétrico é quase todo de plástico, mas o plástico não tem representatividade – só o ferro. Pode isso?

É justo impedir a luminária de pé de se sentar? Chamar de corredor um lugar por onde a gente normalmente anda em baixa velocidade? Usar o computador para tudo, menos para computar? Apenas relaxar na espreguiçadeira? Fazer o número dois no urinol?

E, já que o criado-mudo é racista, o que dizer do machismo explícito de a cama king size ser maior que a queen?

 

 

 

21 comentários em “Criado mudo

  • Ironicamente no mesmo dia que isso ocorreu eu tomei um gancho de 24h do foicebuqui por usar duas palavras que segundo eles violam as regras da comunidade e propagam discurso de ódio! Numa delas eu lia uma matéria que entre outros absurdos tinha uma tattoo do presidente (fake ninguém faria aquilo) com a boca ao redor do orifício anal, ou cu mesmo de alguém, eram tattoos de protesto, mentira aquilo, mas segundo o foicebuqui isso é permitido, é liberdade de expressão escrever na minha TL a palavra viadagem é incitar o ódio!!!

    Curtir

  • É uma delicia ler os seus textos criativos, irônicos, sérios, e engraçados! E, às vezes, ( quase sempre ! Rsrsrs), dizendo coisas que eu diria … pena que eu não tenha essa maestria com as palavras!!

    Curtir

  • Texto enfeitado pra tentar defender o indefensável. As críticas a essa campanha que merecem ser ouvidas são únicas e exclusivamente dos negros.
    A mistura aparentemente pomposa de palavras não conseguiu esconder o teor racista, machista que busca elevar o homem branco heterossexual e o dispor na posição de coitado mal compreendido e injustiçado. O mundo não é chato. Você que não tem empatia. Se não há benefício para o branco moralista só pode ser mimimi.
    Vocês não tem nem vergonha nessa cara.

    Se achou esse comentário grosseiro e ofensivo.. imagina ter sido submetido à torturas, lingua cortada enquanto ficava em pé 24h do lado da cama enquanto denominado de criado mudo. KKKKKKKKKKK
    Tadinho do branco oprimido pelo mimimi

    Curtir

    • O termo não faz referência a escravidão, é um grande erro propagar esta lenda.
      Na realidade foi herdado da língua inglesa (dumb waiter) e se referia, originalmente, ao elevador de carga entre a sala de jantar e a cozinha ou móvel de canto para a guarda das louças..
      A ideia era a de comparar o móvel a um criado que não ouviria ou entenderia o que os patrões dissessem, o que era difícil numa época em que eles se encontravam em todas as partes da casa.
      “Mudo” vem do Latim MUTUS, o que não fala”. um móvel que substitui o empregado, evitando que ele ouça as conversas da família e propague a terceiros.
      Todos caíram na campanha de marketing da empresa que explora uma premissa falsa e alimenta a industria do ressentimento.

      Curtir

  • Espetacular! Eduardo Affonso, com grande competência, num texto fluido, enxuto e muito bem humorado disse tudo o que eu gostaria de dizer sobre essa risível questão do “criado mudo”! Parabéns!

    Curtir

  • Afirmar que “criado-mudo” é um nome racista para um móvel é insinuar que criados são negros, apenas; ou que, ser criado, é coisa de negros – o que, obviamente, é uma mentira. “Não chamem de criado mudo, pois ofende os negros”.

    Oras, isso por sí só É SER RACISTA!

    Curtir

  • Um cretino ter a ideia, não chega a ser um desastre, o problema é uma empresa de marketing comprar a ideia e, idem a de móveis, levar a público o ridículo!!
    Bom, a gente tá gastando tempo com a bobagem!! Vai ver era só este o objetivo!
    Afinal, qual a loja do serviçal-sem-voz??

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s