Encargos

encargos

Ando preocupado com a uberização do trabalho.

Com essa coisa de a pessoa não ter que bater ponto e poder fazer o próprio horário.

Perder o direito de ficar se comparando ao colega que faz corpo mole e tem o mesmo salário.

Ou não ir trabalhar sem precisar “estar de atestado”.

Aqui em frente ao meu prédio há sempre uma fila de ex-engenheiros, ex-lutadores de MMA, ex-encarregados de serviços gerais, todos aguardando corrida. E pela ciclovia, enquanto passeio os cachorros, passam dezenas de bicicletas com sua preciosa carga de pizzas, lasanhas, iaquissobas e cocas litro.

Como eu, muita gente lamenta a instabilidade desses subempregados, sem as garantias da CLT.

Mas isso tem jeito – e não depende de nenhuma mudança na legislação, de nenhum protesto com vidraça quebrada, ponto de ônibus depredado, pichação de bem tombado pelo Patrimônio Histórico ou pneu incendiado em via pública.

Pediu comida pelo Rappi?
Chamou o Uber?
Contratou um frila?
Na hora que tiver que pagar, pegue a calculadora e adicione:

+ 20% de INSS
+ 1,5% de SESI
+ 1,0% de SENAI
+ 0,2% de INCRA
+ 0,6% de SEBRAE
+ 2,5 de Salário Educação
+ 3,0% de Seguro contra acidentes de trabalho
+ 8,0% de Fundo de Garantia
+ 1,0% de SECONCI
+17,99% de repouso semanal remunerado
+ 4,8% de feriados
+ 0,92% de auxílio enfermidade
+ 10,82% de 13º salário
+ 0,07% de auxílio paternidade
+ 0,72% de faltas justificadas
+ 1,23% de dias de chuvas
+ 0,11% de auxílio acidente de trabalho
+ 7,69% de férias gozadas
+ 0,03% de salário maternidade
+ 4,93% de aviso prévio indenizado
+ 0,12% de aviso prévio trabalhado
+ 6,09% de férias indenizadas
+ 5,05% de depósito de rescisão sem justa causa
+ 0,41% de indenização adicional

Calcule 16,8% de reincidência de INSS, SESI, SENAI, INCRA, SEBRAE, salário educação, seguro contra acidente de trabalho, FGTS e SECONCI sobre o repouso remunerado, os feriados, os auxílios enfermidade e acidente de trabalho, o 13º, a licença paternidade, as faltas justificadas, os dias de chuva, as férias gozadas e o salário maternidade.

Isto feito, calcule 0,44% dessa reincidência sobre o aviso prévio trabalhado e do FGTS sobre o aviso prévio indenizado.

Pronto.

Para adiantar o seu lado, aí vai um espóiler: isso dá 116,09%. É quanto você deve adicionar ao custo da entrega do iaquissoba ou do percurso entre a estação do metrô e a sua casa no Voyage do Adilson, que perdeu o emprego numa estartape e virou motorista para pagar a pensão da filha e a faculdade particular (à distância).

Se o uber deu R$ 35,00, pague mais R$ 40,63 de encargos. No caso de não ter trocado, deixe como gorjeta, quando o aplicativo pedir para você avaliar a corrida, que vai acabar saindo por R$ 75,63.

Fazendo isso, você desprecariza o trabalho sem precisar vandalizar nada nem atrapalhar a vida de ninguém.

Notas de rodapé:

1) Estes percentuais de encargos sociais sobre mão de obra referem-se ao Rio de Janeiro, setembro/2019, horista, sem desoneração. Para outros estados, mensalista ou com desoneração, outra tabela do SINAPI deverá ser consultada;

2) Sim, a empresa fica com uma parte do valor pago ao motorista. Se souber quanto é, é só descontar e fazer o cálculo apenas sobre o que o Adilson ou o moço do Rappi realmente recebem;

3) Não, o combustível, a manutenção do Voyage, o IPVA, nada disso é mão-de-obra. Nem a troca de pneu da bike. Pode descontar também;

4) Sim, o Brasil tem 30% de neoliberais insensíveis e 40% de isentões bundamole que não vão querer arcar com os encargos sociais. Fique à vontade para pagar a parte deles (defender grandes impostos trabalhistas exige grandes responsasbilidades…) ;

5) Tá, eu sei que com a Uberbras, a Rappibras e a Frilabras (estatais, com Presidente, Conselho de Administração, Diretoria Executiva, Conselho Fiscal, Departamento de Governança Corporativa e Compliance – cargos de confiança indicados pelo Centrão em troca de apoio na Câmara e no Senado) e o SindiUber, o SindiRappi e o Sindifrila (ligados à CUT) nada disso estaria acontecendo. Mas enquanto o verdadeiro petismo não chega ao poder – esse petismo que saiu não era o petismo verdadeiro, ele foi contaminado pelo acordo espúrio com o Centrão -, faça a sua parte.

5) Claro que a coisa não é simples assim, é mais complexa do que isso, patati patatá, mas você entendeu o espírito da coisa. Se é contra essa precarização do trabalho, que leva o Adilson a passar o dia no trânsito, levando desconhecidos pra lá e pra cá, e, com isso, conseguir pagar a pensão da Manuela (lembrei o nome da filha dele) e o EAD na Estácio, é só pegar o valor da corrida e multiplicar por 2, 16. Porque é isso que você faz com qualquer outro serviço – do segurança do metrô à moça do caixa no restaurante de comida a quilo.

Custa um pouquinho mais caro e é bem menos divertido que botar máscara, estilhaçar vidraça do Itaú, depredar lixeira e botar fogo em ônibus – mas faça sua cota de sacrifício. De vândalo, aqui no Rio, chega o prefeito.

Anúncios

4 comentários em “Encargos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s